324

324 – “Queria contar uma coisa que aconteceu comigo essa semana e que me deixou muito chateada, com raiva, sei la. Ninguém me cantou, mas mesmo assim me senti ameaçada e ofendida pela atitude do cara. Eu estava andando pelo centro de Floripa, indo pro terminal de ônibus quando passei na frente de uma loja não lembro de quê. Parei pra ver uma coisa que tinha me chamado atenção na vitrine e, como sou super distraída, não notei um cara saindo da loja. Quando recomecei a andar, ele tava super perto de mim e eu levei um susto. Depois disso comecei a andar mais rápido e fui mais pra beirada da calçada pra ele passar na minha frente. Nisso ele ficou simplesmente PUTO e começou a me xingar horrores. – Que susto, hein? Tu achou o que, menina? Que eu ia re assaltar? Se eu fosse um vagabundo tu não te assustava… tu acha o que? E falou mais um monte de coisas que nem vale a pena lembrar ou comentar agora. Me ofendeu mesmo. Fiquei com muito ódio na hora, falei que tinha me assustado só porque tava distraída, mas no fim perdi a paciência e fui embora mandando ele ir à merda.  Enfim, não sei se ele quase colou atrás de mim de propósito ou sem querer, mas a reação dele fez com que eu me sentisse muito mal. Já fui assaltada e sou toda apavorada, me assusto fácil mesmo, mas até agora não vejo sentido numa atitude tão agressiva do cara. Fiquei assustada, achei que ele ia me bater, me seguir, sei la. Foi horrível. ;/”