340

340 – “Amigxs, queria um conselho. Eu costumava não dar muita atenção para isso mas chegou ao cúmulo a situação no meu aniversário. Eu tenho um tio, casado com a irmã da minha mãe há acho que uns 30 anos, pai dos meus primos e tal, então vocês podem imaginar que o meu tio me viu crescer, foi ao meu batizado, me pegou no colo quando eu era bebê e tudo mais. Normalmente, o que se espera de um homem, seja da sua família ou não, que te viu crescer, que ajudou até a trocar as tuas fraldas, é que ele não sinta atração sexual por ti, certo? Bom, não é bem assim. E eu tenho outra tia, cunhada dele, ela é nova, tem seus 30 e poucos anos, casada, e pelo o que contam ela era pequeninha quando ele começou a namorar com a minha outra tia(irmã dessa). Desde que comecei a ter ”maldade” para os olhares dos homens, eu percebia que esse meu tio babava de um jeito absurdo nessa minha outra tia, cunhada dele, e meu pai até chegou a comentar conosco que quando esse meu tio bebia, dizia que se pudesse, pegaria a cunhada dele na força. A gente resolveu não se meter, porque a esposa dele, é o tipo de mulher completamente cega para tudo e para todos, cega ao ponto de achar que se o marido dá em cima da irmã dela, a culpa é da irmã, e o marido é um coitado. E aí o tempo foi passando, eu fui crescendo, me desenvolvendo fisicamente e comecei a receber olhares abomináveis, direto nas minhas partes íntimas. Ele não fala, só olha com aquela cara nojenta. Sempre tive receio de ”fazer escândalo” por isso porque assim como a esposa dele, a minha avó(sogra dele) também me acusaria de mentir, ou pior, de provocar isso, então eu procurei ao máximo não estar no mesmo lugar que ele, até porque moram longe e vêm visitar a minha avó algumas vezes por ano, e nessas vezes eu pulo fora pra não me estressar. Contei o que estava acontecendo para os meus pais esse ano, no meu aniversário quando todos foram embora, quando após passar a festa inteira por um fio de avançar na minha tia(cunhada dele), ele praticamente fuzilou as minhas partes íntimas com olhares nojentos. Meu pai disse que não se surpreendeu pois meu tio é um homem muito nojento que não respeita nem a própria esposa e fala para todos o quanto gostaria de ”dar uns pegas” na irmã dela. Como sabemos o ”tipo” da minha tia(esposa dele) e da minha avó(vão fazer escândalo e me acusar de tentar seduzir ele ou de mentir), não tornamos isso ”público” no dia, apesar de ser a minha(e do meu pai também) maior vontade. Meu pai queria bater nele, pela raiva, ele e a minha mãe diziam, ”o cara te viu crescer, nojento!”. E aí decidimos que na próxima vez ao ser fuzilada pelos olhares machistas dele ou qualquer coisa do gênero, eu deveria ser bem cara de pau e perguntar na frente de todo mundo: ”Tem alguma coisa na minha piriquita que tu não tira o olho daqui?”. Queria fazer ele passar vergonha sabe. Por Deus, tenho muita vontade de ir na casa da minha avó e contar tudo, inclusive tudo o que ele fala da minha outra tia, porque a minha avó e muito cega, ela vive dizendo que é abençoada pelo genro que tem(ele), mas a minha mãe disse que é melhor não fazer isso porque vou passar por mentirosa, então eu teria que pegar ele e falar na hora que estivesse acontecendo, porque como se não bastasse ser um ridículo nojento, ele não tem vergonha de fazer isso na frente de TODO MUNDO. Vocês já passaram por uma situação assim? O que acham que devo fazer? Fico com muita raiva por essa parte da minha família, acho que nunca vi mulheres tão cegas na vida como a esposa dele e a minha avó… Queria muito contar tudo, sair gritando sei lá, mas sei que não adiantaria em nada, isso só iria santificar mais ainda o ”genro e marido perfeito”. E como se não bastasse também, gostaria de pedir apoio e conversar com essa minha outra tia que sofre os assédios, mas ela é outra cega que admira e gosta muito dele, completamente incapaz de ver maldade nos olhares dele. Fala sério… Obrigada!”