Agarrou as minhas partes íntimas, tive vontade de matar! – 664

664 – “Estava voltando para casa, descendo a rua, e um cara em uma moto desce a rua, e depois volta. Ignorei achando normal, nisso eu estava chamando meu cachorro que estava solto na rua, e quando ele estava voltando, desce novamente e passa a mão na minha bunda e partes íntimas…não, na verdade ele agarrou, de um jeito tão nojento, e ficou olhando para trás, nisso eu fiquei revoltada e gritei “Filho da puta!” e também analisei a placa, mas o lixo ergueu ela para cima para não ser identificado, e novamente eu gritei “não teve coragem e ergueu a placa né vagabundo!” e claro que o covarde sai correndo com a moto. Me senti abusada, e estou mal, agoniada e com raiva até agora. E o pior que não tem o que fazer. Isso foi na frente da minha casa. Com que bosta de segurança eu ando pelo meu bairro agora, onde todos os dias eu percorro o mesmo caminho para casa? Cade o meu espaço? Como vou voltar pra casa sem medo de ser estuprada pelo mesmo? Lixo humano que se acha superior, mas na verdade é um porcaria que não consegue nada a não ser forçadamente. Vou fazer o que? Sério, sinto vontade de matar um bosta desses, NOJO! Gravei bem a parte dos olhos dele, e nada mais, afinal, o covarde escondeu a placa. E pouco interessa como eu estava vestida e se sou bonita, isso não justifica, ninguém tem o direito de relar no meu corpo de qualquer forma.”