aquela cara nojenta dele me secando – 1078

1078 – “Ontem estava descendo as escadas para ir ate a plataforma do metrô Butantã quando de repente olhei para o lado e um homem muito próximo estava com aquela cara nojenta dele me secando, minha reaçāo foi ir em direçāo contraria (apesar do ódio e da vontade de quebrar a cara dele em mil).
Dentro do metrô eu estava sentada no meu lugar e proximo outro nojento olhando meu busto. Minha cara feia nāo fez efeito algum, entāo peguei o leque que tenho na bolsa e coloquei na frente.
Meu estômago estava até embrulhado e o coraçāo com um ódio horrivel. Eles nāo chegaram a falar nada mas aquelas caras… dá vontade de fazer uma soluçāo com pimenta e andar com ela no borrifador pequeno de perfume… olhou demais toma na cara. Mas não tenho coragem, dá medo da agressāo virar fisica e das outras pessoas irem contra mim ainda, falando que ele nao fez nada.”