às 10 da noite na porta da nossa casa – 1230

1230 – Eu estava voltando da igreja com minha irmã e meu pai em uma sexta a noite. Estava ventando e como tinhamos ido pra igreja, vestiamos calça comprida e blusas sem decote (não que roupa justificasse a ação). Meu pai estacionou o carro e foi fechar a garagem, enquanto esperávamos na porta de casa. A rua é bem movimentada de dia, mas a noite nem tanto. Um homem de seus 20 e poucos anos num carro escuro, que não viu meu pai provavelmente, achou que seria legal mexer “oi meus anjos” com duas garotas de 13 e 17 anos, paradas na porta de casa, as 10h da noite! Eu tinha tido um dia ruim e isso só piorou.

Se eu quiser que um homem me ‘elogie’ eu tenho meu pai e meu namorado pra isso, se eu quiser ser avaliada entro num concurso. Meu corpo não é público. E eu não sou anjo de ninguém.