Assédios dentro de um ônibus – 2060

Já sofri vários assédios na rua. Desde os 12 anos isso começou. Primeiro eu ficava assustada, vermelha, abaixava minha cabeça e andava o mais rápido que podia. Depois passei a xingar, falava revoltada.

Então, quando eu tinha no máximo 14 anos, eu estava num ônibus lotado, de mochila, fichário, me segurando pra não cair quando alguém começou a me encochar. Fiquei apavorada.Sabia que muita gente estava vendo, vários ADULTOS vendo e nao fizeram nada. Depois de dez minutos de assédio, que pra mim foram muito mais longos, eu chamei o trocador e ele tirou o homem do ônibus. Comecei a chorar e me senti um lixo.

Hoje, quando acontece novamente comigo sempre procuro ajuda. Mas quando vejo acontecendo com alguém que não reage, eu sempre ajudo, peço ajuda de quem estiver no local. No final sempre tem aquela troca de olhares de “obrigada”.