Cantada 039

39 – “Quando eu tinha 12 anos de idade e estava voltando da padaria perto de casa, passei ao lado de um caminhão estacionado onde um senhor estava sentado no banco do motorista com a porta semi-aberta. Não me lembro o que ele falou, mas foi algo do tipo “hey delicia, vem ca” e quando passei na frente vi que ele estava com uma das mãos por dentro da calça, mexendo, provavelmente se masturbando enquanto falava. Eu não entendia dessas “coisas” naquela idade, mas fiquei muito chocada e amedrontada. Fui pra casa correndo e me lembro de ter passado uma boa parte da minha adolescência usando moleton e camisetona para ninguém me notar na rua.  Podem publicar com meu nome mesmo, tenho orgulho em poder compartilhar isso com vocês queridas irmãs, para que minha filha tenha mais forças para lutar contra esse machismo e essas humilhações quando crescer mais. Juntas somos mais. Temer nunca mais.”  Nathalie