Cantada 067

Tatiana Romão –          67 – Quando eu estava com 10 anos, eu já era uma menina grande para a minha idade, mas eu não me dava conta da maldade que existia nos olhares masculinos então me comportava como uma menina de 10 anos normalmente se comporta, eu adorava brincar o tempo todo, eu ficava à vontade.          Um dia, no refeitório da escola percebi que qualquer movimento que eu fazia era motivo para um grupo de meninos (bem mais velhos que eu) assoviarem, eles gritavam gostosa também. Quando me dei conta, as crianças do refeitório inteiro estavam me olhando.          Fui, indignada com a conduta dos meninos, reclamar com a diretora e a mesma vira e me diz: “- se não quer que os meninos mexam com você, peça para a sua mãe providenciar uma nova calça do uniforme da escola, essa que você está usando está muito apertada e se comporte como uma mocinha, você já tem corpo de mulher feita”. Na época eu lembro que não entendi exatamente o porquê, mas eu não consegui ter reação às palavras da diretora e lagrimas insistentes escorriam pelo meu rosto sem que eu conseguisse controlar.          Hoje eu sei o porquê eu chorei.          Aquele não era o primeiro assédio que eu sofria, não adiantava eu reclamar com a minha mãe ou tias, elas também achavam que eu era muito assediada devido ao meu tamanho e no fundo passei a achar que a culpa era realmente minha e por isso eu devia parar de brincar… foi o que eu fiz. Pode colocar meu nome.