Cantada 096

96 – Olá, gostaria de compartilhar alguns do meus casos, também. Lá vai um que atualmente tem me incomodado bastante. Eu moro em uma rua em que nas duas únicas saídas (uma de cada lado), estão tendo construções. De um lado, estão duas construções e um restaurante de tele-entrega, e do outro uma reforma de um hotel e uma loja que produz banners. Atualmente evito ao máximo sair de casa, tento agrupar meus compromissos o máximo o possível para economizar nas saídas, porque é raro eu conseguir sair de casa sem levar alguma cantada asquerosa, sempre dos mesmo lugares. Não suporto ter que mudar de calçada diversas vezes durante o percurso para evitar contato visual, sem muito sucesso, utilizo roupas que disfarçam o máximo as curvas de meu corpo(me sinto um pouco mais a vontade para usar roupas bonitas quando estou com meu namorado, mesmo assim sempre tento economizar em roupas que mostrem um pouco mais meu corpo, ou acabo me sentindo desconfortável, e com peso na consciência do mesmo jeito), utilizo uma bolsa grande para tentar me esconder atrás dela. A pior tortura é quando vou para a academia, onde certo tipo de roupas são inevitáveis, por mais que eu me cubra com casacos. Ouço os piores tipos de coisas e humilhações. Percebo que não é só comigo. Vejo meninas menores de idade indo para a escola e recebendo o mesmo tratamento, e me dói lembrar que esse tipo de coisa sempre começa cedo. Não importa se vc já tem um corpo desenvolvido ou não. Lembro de um verão aos meus 12 anos de idade, quando fui perseguida por um carro com quatro turistas pela rua inteira recebendo cantadas, convites para sair com eles e o pavor da rua estar vazia. Mesmo ignorando eles continuavam a me perseguir. Durou uma eternidade até eu conseguir entrar no meu prédio quase em lágrimas e suando em frio. No mesmo verão, quando estava conversando com algumas meninas na frente de casa, outro carro com turistas parou pra conversar com a gente (eu estava de costas, fiquei com tanto medo que nem consegui me virar e olhar para eles). Minhas amigas tentaram ser simpáticas e pedir para eles irem embora de forma sutil, mesmo assim saíram nos xingando.  Ale.