Cantada 104

104 – Eu tinha 18 anos,quando,uma vez,eu estava andando por São Paulo com a meus pais,passando por uma ladeira onde se vendem móveis,que estava vazia aquele dia,quando fui vítima de assédio.Meu pai entrou rapidamente em uma loja e eu e minha mãe ficamos na porta,esperando.Logo,um morador de rua chegou perto de nós duas,e eu fiquei parada,esperando q ele fosse estar só de passagem,só que aí ele apalpou meu seio.Eu e minha mãe ficamos petrificadas,pois nunca esperávamos que isso pudesse acontecer.Graças a Deus o homem foi embora,mas eu fiquei o dia todo chocada!Quando chegamos em casa,e eu falei pro meu pai o que tinha ocorrido,a única coisa que ele fez foi rir da situação,e eu não pude evitar de chorar.Chorei muito não só porque meu pai fez pouco caso,mas também porque na hora eu não consegui reagir,não consegui fugir,bater no cara,nada…estou cansada de ser punida diariamente porque sou mulher,por andar na rua com medo do assédio,de nunca poder responder nada por medo…