Cantada 120

120 – Bem, não foi bem uma cantada de rua, mas foi um assédio de um quase desconhecido. Com 9 anos estava numa fazenda com a família de uma amiga. Tínhamos ido para uma cachoeirinha que ficava um pouco longe da casa, eu e minha amiga ficamos cansadas e pedimos para voltar para a casa, então os adultos mandaram um menino (acho que era filho da amiga da mãe da minha amiga) de 15 ou 16 anos voltar com a gente. No meio do caminho ele veio com um papo de que nós eramos muito bonitas e de repente o assunto ficou super estranho, ele começou a falar sobre o pênis dele (oi?), eu fiquei meio assustada, mais ainda quando ele perguntou se a gente não queria ver. Na mesma hora eu me afastei um pouco, mas minha amiga achou a ideia engraçada e foi dar uma olhada, eu falei pra ela não ir e só tapei os olhos. Ela começou a rir e falou que parecia uma salsicha, coisa de criança que não tem noção das coisas ainda. Logo depois ele veio com um papinho de que a namorada dele achava que o gosto era de leite condensado e perguntou se a gente não queria experimentar também. Morremos de nojo e recusamos as duas. Nessa hora eu já tava tremendo, por mais que eu não soubesse do que se tratava, eu sabia que era errado o que ele tava fazendo. Só quando mais velha tive noção de que o cara tentou induzir eu e a minha amiga, duas crianças, a pagarmos um boquete pra ele. Nojo define! Imagina se uma de nós fosse um pouco mais inocente e decidisse experimentar? Será que ele chegou a abusar de alguma criança? Até hoje lembro da cena :/