Cantada 137

137 – Neste caso não foi uma cantada, foi assédio mesmo. Estava em uma van, nesses transportes coletivos, indo para a cidade da minha mãe no interior. A van estava super lotada, e só tinha lugar pra sentar em uma cadeira no fundo. Pois bem, tinha um cara sentado do meu lado, parecia ser um moleque, de uns 16 anos no máximo, eu estava de short jeans, não tão curto, mas ele ficou como se estivesse segurando a mochila e começou a passar a mão na minha coxa. No começo confesso que não senti, sou meio dormente mesmo. Mas depois, ele começou a avançar e eu senti, ele estava tentando por a mão entre as minhas pernas, ninguém percebeu, pois eu estava com a minha mochila na outra perna e não dava pra ver. Eu fiquei meio sem ação, mas com tanta raiva e nojo que nem consegui olhar pra ele, só peguei a mão dele e tirei da minha perna. Aí ele pareceu assustado, não vi a expressão dele pois como disse, não tinha estômago de olhar pra ele, mas ele pareceu inquieto e começou a mexer no celular pra disfarçar, pouco tempo depois ele pediu ao motorista pra parar, e desceu em uma cidade próxima. É lamentável que tantas de nós passem diariamente por situações constrangedoras como essa, ou coisa pior ainda :/ G.