Cantada 177

177 – “Algumas coisas que aconteceram comigo eu esqueci completamente, até um tempo atrás eu me considerava uma mulher que nunca sofreu abuso, mas algumas memórias vieram à tona. Por exemplo, quando eu tinha cerca de 3/4 anos eu morava com minha mãe e minha tia. Eu lembro que uma vez eu estava num quarto, e havia uma mulher bem jovem, lembro que não era nem minha mãe nem minha tia. Eu lembro que ela estava brincando comigo, como se eu fosse um bebê rescém nascido, pois ela dizia q um bebê não podia falar. Então ela fingia que cuidava de mim, como uma babá. É obvio que para mim era brincadeira, embora eu nao me sentisse confortável. Lembro que ela tirava minha calcinha e passava a mão na minha vulva, ela realmente afastava os lábios, como se me examinasse. Ela passava a mão em toda parte, apenas não introduzia o dedo. E eu lembro que ouve um momento em que ela me lambeu, com a desculpa de que estava me “limpando”, tipo quando um bebê faz xixi. Eu realmente não sei quem era essa mulher, é uma lembrança muito antiga, mais de 20 anos se passaram. Eu fico pensando se era uma parente, uma amiga da minha tia, talvez a filha de uma amiga da minha mãe… é horrível pensar que alguém é capaz de algo tão nojento! Eu nunca contei a ninguém, nem posso acusar uma pessoa. Agora quero saber se os idiotas que culpam a vítima teriam coragem de dizer que eu seduzi alguém com minha roupa provocante aos 3/4 anos!”  L.