Cantada 254

254 – “Bom,quando eu tinha 11 anos meus pais trabalhavam fora, e eu e meu irmão tinhamos que comprar o almoço. Um dia eu estava indo sozinha e um cara parou o carro e pediu uma informação sobre uma rua ali, eu falei o que eu sabia e disse que tinha que ir embora. Então ele começou a fazer mais perguntas, tirou o pênis pra fora e começou a se masturbar ali bem na minha frente, eu não entendi direito porque na época não tinha malicia, eu repeti que tinha que ir e então ele virou e falou E A RUA DO CARALHO,VOCÊ CONHECE? e saiu rindo e cantando pneu.  Atualmente eu tenho 16 anos, e com 14 saía sempre com a minha prima pra comprar ingredientes pra nossa tia que trabalha com bolos em outro bairro, e sempre vários caras buzinam pra nós duas. Então um dia a gente decidiu contar as buzinadas e cantadas e chegou em SESSENTA; o pior é que quando um cara buzina, o outro cara que vem atras sente necessidade de buzinar também e por ai vai. Eu pretendo me casar um dia e ter filhos, mas ver que existem tantos caras com essa linha de pensamento machista de achar certo mexer com meninas na rua me faz perder a esperança de achar um cara inteligente, que respeite as mulheres e que não pense desse jeito.”