Cantada 314

314 – “Saí domingo de manhã pra comprar frango na padaria como de costume. Na rua,um cara começou a mexer comigo. Disse que sou linda com aquela voz bem nojenta como se quisesse me comer. Mostrei o dedo do meio mandando a desgraça tomar naquele lugar,sem olhar pra sua cara. Não se deu por vencido. Falou que tá solteiro e perguntou se não queria alguma coisa com ele. Ignorei por vergonha e por medo, apesar de eu querer dar uma surra!”