Cantada 374

374 – “Aconteceu hoje comigo. Tava esperando pra atravessar a rua e, como de costume, um caminhão passou e o motorista fez barulho de beijo pra mim. Como de costume, mostrei o dedo com a esperança de que ele visse no espelho retrovisor. Quando vou atravessar a rua me passa um ciclista com uma criança pequena na bicicleta dizendo “que fúria, hein, baixinha!”. Sério?! Aí sim eu fiquei tão furiosa que nem consegui bolar uma resposta direito, só gritei bem alto “Vai se foder tu também seu ridículo!”. Ok, resposta bem ridícula, mas tenho certeza que pelo menos serviu pra ele NÃO ensinar pro filho dele que é disso que mulher gosta, já que não fiquei quieta.”