Cantada 406

406 – “Tenho um relato de uma vitória, pra variar. Eu estava com umas amigas na frente de um barzinho, esperando pra entrar e conversando sobre feminismo (coincidência pura!). Pararam uns caras meio perto da gente e dois minutos depois a minha amiga tinha dado um tapa na cara de um deles. Ele reclamou: -Que é isso menina você tá louca? Vai ficar até marca na minha cara! (ficou mesmo) -Na próxima, você não faz! Olhamos todas muito assustadas pra ela, que respondeu: -Que foi gente? Eu não saio por aí passando a mão na bunda dos outros! Que falta de respeito! – e emendou- Do que távamos falando mesmo? Ah eu não sou feminista não, não sei direito como esse negócio funciona…- “