Cantada 431

431 – “Estava andando na rua com a minha filha, e sei lá se isso é uma cantada mas, poderia ter ficado calado né. Sou alta, e não passo despercebida infelizmente, então passando diante de um lugar onde trabalhavam quatro homens de uns 30 anos, ouço “nossa, que mãe grande hein!”, eu sempre tive complexo da minha altura justamente por isso, por ter que ouvir “que mulherão”, “nossa, será que eu dava conta?”, “dois andares de mulher”, e numa boua, não gosto de ouvir isso nem de quem conheço, dirá de quem não conheço, enfim. Então eu, como não tenho a menor paciência pra aturar isso mais, respondi “nossa, que língua grande hein”, dois deles foram pra fora do local onde estavam, e ficaram rindo, reforcei “trabalhar que é bom não trabalham não né, mas falar merda falam, retardados!!!!”. Não vou mais aceitar esse tipo de coisa, não vou me calar!”