Cantada 432

432 – “O que vou contar aconteceu comigo mais de uma vez. Mas a segunda foi a que me deixou mais indignada. Um dia desses, indo para o trabalho, fui chamada de gostosa por um homem que estava acompanhado de seu filho pequeno. Uma pessoa fazer isso na frente de uma criança é inaceitável, concordam? Mas ontem, aconteceu mais ou menos a mesma coisa. Só que agora a criança era uma menina. Agora eu me pergunto: será que o pai dessa menina não pensa que quando ela crescer um pouquinho (e não precisa ser muito, porque eu me lembro de ter uns treze anos e já levar cantada de rua) ela vai passar pela mesma situação e vai se sentir tão desconfortável quanto eu me senti naquela hora? Acordem, homens! O que vocês fazem para mulheres desconhecidas nas ruas é o mesmo que outros homens fazem para suas filhas, mães, irmãs e namoradas . Se vocês acham que é ruim para elas, imaginem que outras mulheres sentem o mesmo repúdio.”