Cantada 451

451 – “Meses atrás na faculdade,atrás conheci um colega,amigo de amigos meus que acabou virando amigo. É um cara engraçado e atirado,veio com gracinha pra cima de mim. A principio achei que fosse mais um desses sujeitos que não podem ver mulher que já quer pegar só pra mostrar virilidade,querer aparecer.  Porém fui notando que ele gente boa. Puxa papo,fala abobrinha engraçada e diz muita coisa sobre paquera,namoro e etc em tom de brincadeira,nada ofensivo. Fala de boa que adora “namorar”,fala sobre suas paqueras,fica olhando as moças que passam por ele,e até me perguntou se uma professora nova no curso era bonita. Pensei então: que amigo atiradinho eu tenho! Mas pensei que ficaria só nisso de eu ouvir suas gracinhas com outras meninas. Só que… Percebi que sempre me trata muito bem. Várias vezes me chama de linda,me elogia indiretamente,se despede segurando minha mão e já quis saber se já namorei,se fico,se paquero… Uma vez comentei de uma pessoa que deu muito em cima de mim e tal. Ele então diz que é normal ficar muito a fim(de mim),pois tem que admirar aquilo que é admirável. Com o passar do tempo ele começou a me tocar,sempre se aproveitando pra me abraçar,tocar no meu ombro,joelho… Uma vez aproveitou uma chance pra tirar uma casquinha minha. Ele simplesmente me abraçou apertado acariciando meu braço e dando uma fungada com vontade no meu cabelo! Fiquei sem jeito,boba,mas não com nojo e irada como costumo ficar quando tentam abusar de mim nas ruas. Muito provavelmente esse amigo está dando em cima de mim a que tudo indica.  Porém em nenhum momento me senti acuada,abusada ou violentada. Muito pelo contrário,me sinto cortejada e bem desejada. Nunca invadiu meu espaço ou me forçou a nada e nem disse coisas machistas a mim. Algumas vezes até reclamou o quanto algumas pessoas do nosso curso são machistas com as nossas colegas! Sei que o objetivo da página é mostrar casos de abusos e tudo mais,mas queria mostrar uma situação oposta,mostrar como são os casos em que os homens tratam bem as mulheres. Mostrar que o homem não precisa ser um babaca pra conquistar uma mulher ou que não precisa ser grosso só porque é mulher.”