Cantada 463

463 – “Um dia estava passando em frente a prefeitura quando um homem bem vestido, em torno de 55 anos, estava saindo do prédio. Ele passou bem colado em mim e disse “delícia” ao pé do meu ouvido. Virei e dei um soco no nariz gordo dele. Ele não esperava por aquilo, ficou apavorado e me chamou de louca. Quando começou a correr, gritei pra ele chamar sua mãe de delícia e continuei andando. Lógico que eu não teria reagido se fosse um homem mais novo, com capacidade pra revidar. Mas como era alguém de mais idade, não me arrependo, foi lindo!  Quando digo para as minhas amigas entrarem pra uma academia ou alguma luta, elas riem e dizem que não tem necessidade. Mas infelizmente, está sendo mais que necessário que a mulher tenha alguma habilidade pra se defender. Pois a polícia e os outros homens na rua não farão isso por nós.  Quanto às mulheres que dizem ser contra qualquer tipo de violência, saber se defender não é violência, é auto proteção! Protejam-se. Pois ficar calada perante esse tipo de assédio é se conformar. O homem que levou o soco dificilmente fará isso com outra menina de novo.  Abraços.”