Cantada 497

497 – “Hoje aconteceu cinco vezes. Cinco vezes. Eu estava voltando da natação, que não é muito longe de casa. A primeira vez um homem de mais ou menos uns 40 anos me chamou de “flor”, mas com aquela voz nojenta e com olhar intimidador. As três vezes seguintes foram buzinadas. A quinta vez foi um homem de menos de 30 anos. Passou por mim e disse “que delicinha”. Não sou lasanha pra ser “uma delícia”, como eles dizem. Sou mulher, e não comida. Tenho que lidar com isso desde os 10 anos. Hoje tenho 15 e nem quando estou acompanhada pelo meu namorado tenho paz.”