Cantada 502

502 – “Era estudante da sexta série do fundamental, com minhas 12 primaveras. Voltava da aula de educação física e, obviamente, usava fardamento apropriado para tal: em lugar da calça jeans e da blusa com manga, short de nylon e camiseta. No caminho para casa, dois meninos mais “crianças” do que eu – com seus 10 anos, aparentemente – desciam as escadas que me levariam até o meu destino final. No momento em que passávamos lado a lado, um deles gritou: “buc*ta de cavalo!”. Constrangida pela abordagem e também pela certeza de que um vigilante havia presenciado a investida de péssimo gosto e nenhuma lógica, baixei a cabeça e segui meus passos.”