Cantada 531

531 – “meu relato de hoje é curto: passou por mim um velho, tão velho, mas tão velho, que não conseguiu nem formar uma palavra completa pra me cantar, só me olhou com aquela cara e soltou um grunhido digno de pena… pena até de responder!”