Cantada 551

551 – “Hoje quando estava no ponto de ônibus, em cerca de dez minutos foram 3 buzinadas de caminhão, um assobio de um pedestre e um bom dia daqueles asquerosos, que a gente bem conhece… Mas a protagonista da história de hoje não sou eu, e sim minha roupa: blusa de manga comprida e saia acinturada e abaixo do joelho, “acima de qualquer suspeita”… Qual seria a justificativa agora??? Minha roupa fechada demais instigou a curiosidade dos meus assediadores??? Apenas escrevo isso pra afirmar mais uma vez, não é a nossa roupa, não somos nós!!! São eles, é o machismo que faz isso!!!”