Cantada 566

566 – Olá pessoal, venho contar resumidamente minha história a vocês (É MEIO LONGA)…posso dizer que hoje superei meus medos,consigo me sentir bem comigo mesma e tenho domínio sobre minha vida. Tenho 26 e desde os meus 4 anos sofri uma serie de abusos sexuais (vindos de pessoas diferentes);o primeiro aconteceu quando eu tinha 4 anos e um dos muitos namorados da minha mãe a noite te tirava do meu quarto e me levava para a sala e lá ele me tocava e praticava sexo oral em mim,eu uma menina de 4 anos chorando e ele fazendo aquelas coisas nojentas comigo,depois desse dia eu passei a ter medo de tudo e todos,passei a ser anti social,não brincava e só ficava no meu cantinho e quando ninguém via em apenas chorava como sempre fui uma criança calma minha mãe nunca suspeitou. Aos 13 anos meu primo me estuprou quando eu fui na casa da minha tia e ela não estava lá;meu mundo caiu era como se o chão tivesse se aberto nos meus pés eu só queria morrer,me sentia suja,usada,mas ao mesmo tempo não tive ação,fiquei paralisada,achando que estava tendo um pesadelo só chorava e dessa vez minha mãe percebeu e eu falei que foi por causa de um menino que eu gostava na escola e ele estava namorando outra menina(tinha medo dela me bater porque ela sempre deixou claro que mulher só era estuprada porque dava confiança),minha mãe me levou a uma igreja evangélica como se fosse resolver a dor que eu sentia na alma ai fingi que estava bem e segui em frente…namorei vários rapazes mas em relação ao sexo era sempre a mesma sensação de estar sendo forçada e no final eu ia para o banheiro entrava no chuveiro e chorava sem saber porque e sem conseguir parar. Com 18 anos me casei tive 3 filhas lindas mas depois de um tempo de casada não conseguia mais ter relações com meu marido;eu entrava em panico e assim o casamento acabou e ele nunca soube porque eu nunca contei. Continuei conhecendo pessoas mas sem ter relações sexuais,acabei conhecendo um bombeiro e começamos a namorar mas eu fugia do sexo e um dia ele sem paciência acabou me forçando a fazer tudo o que eu não queria e mais uma vez me vi paralisada,chorando e sendo violentada novamente,e no final ele riu e falou que eu fazia muito charme na mesma hora eu senti um nojo tão grande que comecei a vomitar e nunca mais passei nem perto dele,fugi como dele igual uma criminosa e passei 2 anos presa dentro de mim mesma…minha solução foi trabalhar eu trabalhei tanto que nem vi o tempo passar minhas filhas foram crescendo e eu me fechando cada vez mais;fui expandindo meu trabalho e um dia saindo do trabalho fechando a loja eu fui surpreendida por um colega de trabalho meu que tentou me agarrar e me beijar…veio um filme na minha mente e comecei a chorar e consegui gritar e veio ajuda graças a Deus;fiz questão de ir a delegacia prestar queixa por assedio sexual,depois de prestar queixa fiquei chorando na porta da delegacia,ai o mais improvável aconteceu um rapaz sentou do meu lado e começou a conversar comigo eu fui me sentindo melhor,estava tão necessitada de um ombro amigo que desabafei tudo em forma choro com aquele rapaz desconhecido,chorei até molhar a camisa dele,ele me abraçou gentilmente falou pra eu entrar na delegacia lavar o rosto me recompor e assim eu fiz…fui pra casa e 1 mês depois fui chamada na delegacia para outro depoimento e pra minha surpresa o rapaz desconhecido era o delegado,conversamos de novo ele me deu o cartão dele e me sugeriu um acompanhamento psicológico;e novamente eu fiz tudo certinho e liguei para ele para agradecer o apoio que eu nunca tive dai por diante começamos e conversar todos os dias,trocamos mensagens,eu me sentia bem e segura tudo correu bem quanto mais eu cuidava do meu psicológico mais eu consegui conviver com as pessoas de um modo geral. Comecei a namorar o delegado depois de 3 meses de conversas e durante quase 4 meses ele nunca fez sequer menção a algo sexual comigo,me esperou e me respeitou em tudo; me abri com ele e contei tudo que aconteceu desde a minha infância e ele somente me abraçava e me ouvia…me deu todo o apoio que eu nunca havia recebido,sei que é muito intimo mas pela primeira vez eu me senti mulher,consegui ter prazer e orgasmo também (Foi difícil tirar da mente o passado mas eu consegui com apoio claro!)…estamos noivos (CASAMENTO EM DEZEMBRO)e decidi compartilhar com vocês essa minha história de vida que até hoje só meu noivo sabe de tudo…estou me sentindo mais leve após escrever essas linhas…OBRIGADA PELO ESPAÇO E PRINCIPALMENTE PELA CAUSA (LUTAR PARA QUE NÃO SEJAMOS MAIS VITIMAS DE NENHUM TIPO DE VIOLÊNCIA)… OBRIGADA DE CORAÇÃO!