Carta ao Sr. Machista, Misógino e Lesbofóbico – 1304

1304 – Boa tarde companheiras, segue a carta que escrevi ao médico misógino, após ter sofrido violência e lesbofobia por ele.

Carta ao Sr. Machista, Misógino e Lesbofóbico.

Primeiramente, gostaria de salientar que esta não é somente uma carta de justificativa, mas também de “reclamações e sugestões” como cliente dos serviços prestados neste consultório. Deste modo, venho através desta carta expor minhas apreensões sobre a experiência vivida na segunda feira (dia 06 de Janeiro de 2014).
Em virtude de você ter sido muito bem recomendado por uma amiga, da qual não citarei o nome para preservá-la, fui ao seu consultório para conhecer, visto que sempre almejei encontrar um(a) médico(a) ginecologista que fosse sensível a minha orientação sexual. Conforme indicação, considerei como boa a primeira consulta, onde me foi explicitado os problemas que tenho com cólica menstrual.
Entretanto, a segunda consulta não ocorreu da forma que imaginei, em primeiro lugar, porque o objeto utilizado para a realização do exame preventivo me causava muita dor, quando solicitei para que parasse com o procedimento fui chamada de “mole”. Não fui ao seu consultório para ser qualificada de modo tão subjetivo e pessoal, pois o mesmo não tem intimidade para tal. Considero que você deveria ter respeitado a minha dignidade enquanto pessoa humana, trabalhando assim de acordo com a ética, se este era o único objeto para a realização deste exame, deveria ter parado o procedimento e me dito que era o seu modo de trabalhar e que se não poderia continuar, teria que encerrar a consulta sem fazer o exame. Outra atitude que muito me incomodou, foi quando realizou o “toque vaginal”, sem me explicar qual era o motivo deste procedimento e para que servia, mais uma vez acredito que deveria ter sido consultada antes da realização deste serviço.
Como cliente, venho expressar minha profunda insatisfação com os serviços prestados neste consultório, anunciar que não voltarei a procurar o referido consultório, como também não o indicarei as minhas amigas e pessoas conhecidas, pelo contrário farei a “desindicação” deste serviço. Com efeito, deixo minha sugestão para que respeite a dignidade das suas próximas clientes, explicitando-as sobre os procedimentos que realizará, respeitando-as quando desistirem dos exames e que não as qualifique, pois isto não faz parte dos seus serviços.

Desagradeço pela compreensão.

OBS – Quando o chamo de lesbofóbico, foi pelo fato de no momento de ter reclamado do toque vaginal, ele me responder rispidamente: ‘Ué, lésbica não faz isso?’ de maneira EXTREMAMENTE GROSSEIRA.