disse que ‘não iria me comer, não ainda’ – 1070

1070 – Há duas semanas eu (de 15 anos) e minha irma (de 11 anos) estávamos no meu trabalho quando de repente chegaram dois homens. Um deles ficou quieto e o outro começou a conversar comigo como se fosse da familia. Eu conversava com ele normalmente, sorrindo e sendo sempre amigável e minha irma desconfiada não respondia a nada. Depois de alguns minutos conversando, ele pediu para ficar comigo e eu disse que não, ele insistiu e eu continuei dizendo que não. Quando minha irmã perguntou quantos anos ele tinha, ele respondeu que tinha 17, quando estava na cara que ele tinha mais do que 23. Minha irmã não acreditou e ele mandou ela sair de lá para que ele pudesse sentar do meu lado, ela mandou ele me deixar em paz. Ele xingou ela de “demonio” e disse pra ela ficar calma porque ele não iria me comer, não ainda. Depois desse comentario ridiculo eu fiquei totalmente sem reação e minha irmã super irritada mandou ele sair de lá porque ela chamaria a segurança. Eu tremia de raiva e medo, não conseguia falar nada; e se aquele cara me pegasse no final do expediente? E se ele tentasse algo? Depois disso eu chame a segurança e contei o que havia acontecido, mas não acharam mais os homens.

Há uma semana esse mesmo homem voltou, mas por sorte a menina que trabalha na frente do meu trampo estava em horario de almoço e estava lá comigo, e quando ele mecheu comigo ela distraiu ele pra que ele saísse de perto de mim.

Até hoje eu sinto ódio de mim mesma por não ter chutado as bolas dele até virarem patê em nenhuma das duas vezes.