ele começou a me dar dez reais para eu comprar doce – 1039

1039 – O que vou escrever não tem a ver com cantada de rua.

Sempre fui a um Templo Budista com a minha mãe (meus pais são divorciados), e lá como éramos crianças (meus irmãos também, eu sendo a caçula) ficávamos mais solto lá, pois crianças são muito agitadas. Como a minha mãe frequenta lá desde jovem sempre confiou nas pessoas de lá.

Existe um homem que é esposo da sensei (mulher que faz a missa) ele era responsável por vender velas e tinha o mini escritório , eu sempre ia lá para fazer desenhos e brincar. Conforme o tempo foi passando ele começou a me dar dez reais para eu comprar doce (hoje em dia isso me deixa claro as intenções dele pois para os meus irmãos ele não dava) depois de mais um tempo ele começou a passar a mão nos meus “peitos”.

Eu era tão criança que não tinha ideia do que era isso. Não lembro quantos anos tinha mas conforme fui crescendo comecei a entender e me afastar dele, parei de frequentar o Templo por conta disso. Acho injusto eu acabar com o único lugar de paz que a minha mãe tem uma vez na semana e desde jovem. Mas me DOI saber que ela sabia do dinheiro e não suspeitou de nada. Hoje evito de ir lá e por conta do ocorrido eu irei buscar outro Templo pois descobri que Budismo é a religião que mais se adequa para mim.