Ele pediu informação, sorriu e agradeceu – 1526

1526 – Oi, vim fazer rum relatado positivo. Foi um ato simples, coisa pouca, mas que, sei lá, me passou um sentimento bom! Hoje eu estava indo para a faculdade por volta das 18h20, no caminho sempre passo por uma avenida movimentada, e hoje não foi diferente. O sinal estava fechado, apesar da cidade ser pequena nesse horário sempre há muita movimentação, pois o pessoal está voltando do trabalho e tal. Enfim, tinha muitos carros parados no sinal e eu estava passando na calçada. De repente ouço um “Psiu! Ei, moça”, de um homem dentro do carro. Logo gelei, sou tímida e sei que esses “psiu” sempre acabam em uma cantada podre, então, normalmente eu nem olho. Mas hoje olhei. Quando fiz isso, o homem do carro sorriu e me perguntou “Onde fica a lotérica?” Eu hesitei um pouco em responder, pois ele estava praticamente a uns 100 metros da esquina onde fica a lotérica da cidade, mas ainda assim apontei para o lugar e respondi “É logo ali na esquina, mas já está fechada”, ele sorriu para mim e me agradeceu, eu sorri de volta, acenei e continuei o meu caminho… Bem, o que mais me chamou atenção e me fez vir aqui foi o jeito como ele falou e olhou para mim. Um olhar sem segundas intenções, sabe? Pode ser, sim, que ele estava mesmo procurando a lotérica, ou que ele só quisesse chamar minha atenção, não sei. Mas durante todo o trajeto de minha casa à faculdade eu sempre escutei cantadas de mau gosto de homens ignorantes e insensíveis. Mas hoje foi diferente. Apesar de ele ter apenas pedido uma informação, o fato de ter sido educado comigo e me olhado sem aquele olhar de tarado, nojento e intimidador, que geralmente recebo, já foi suficiente para mim, por isso gostei muito.