Eu nunca tinha sentido tanto nojo na minha vida – 657

657 – ” Eu tinha 11 anos. Era louca por esportes: andava de bike, skate, jogava tênis e participava do time de vôlei da escola. Eu estava saindo de casa, indo pro treino de tênis, quando aconteceu. Ele estava dentro do ônibus que estava parando no ponto enquanto eu chegava perto da entrada do clube. Me olhou do jeito que agora eu não preciso mais buscar palavras pra explicar porque sei que vocês entendem. Colocou a língua pra fora enquanto segurava o pênis, e me chamou de gostosa. Eu nunca tinha sentido tanto nojo na minha vida…me deu uma náusea e uma dormência que fez parecer que eu nao tinha controle sobre mais nada, então mostrei o dedo do meio pro cara. Ele disse “tem aqui” e começou a abrir o zíper. Eu não lembro de mais nada. Nada. Não sei como foi o treino, como foi meu dia. É como se ficasse um espaço em branco. Também não sei em quantos segundos tudo isso aconteceu. Mas aconteceu há 23 anos e ainda me amedronta.”