“linda mãe, hein”, “mas que mãe”, “bela mãe” -1104

1104 – Queria contar uma coisa que me aconteceu há um tempinho (foi em novembro) quando estava no exterior com a minha mãe.

Nós fomos almoçar num restaurante italiano, e durante a refeição tudo correu muito bem. Fomos muito bem atendidas, nada fora do normal. Na hora de pagar a conta, fomos até o balcão. Aí o homem que estava nos atendendo – era o mesmo que tinha nos servido – começou a fazer perguntas estranhas. Como ele nos atendeu, ele viu que éramos estrangeiras, mas isso é normal em cidades turísticas, imagino que essas pessoas devam estar acostumadas. Bem, ele perguntou de onde éramos, se éramos italianas ou o que, e quando disse “do brasil”, ele já fez aquela cara beeem nojenta (que, aliás, já vi muitas vezes no exterior ao dizer minha nacionalidade). Aí ele me perguntou se a minha mãe era minha irmã, e eu disse que não, que era mãe. E ele começou a dizer coisas como “linda mãe, hein”, “mas que mãe”, “bela mãe”. Eu peguei o troco rápido e saí logo do lugar.

O cara estava falando só comigo porque estávamos na Alemanha e a minha mãe não fala alemão. Quando expliquei o que tinha acontecido pra ela, ela ficou indignada.

No fim, eu não tive coragem de dizer nada na hora – fiquei sem reação – e também não voltamos mais no restaurante.

Mas chegar ao ponto de ter que ouvir cantadas pra minha mãe dirigidas literalmente pra mim é uma coisa que me dá nojo…