“LINDA , VOCE PREFERE NO CRU, NÉ?” – 1185

1185 – Sempre que ouvia cantadas na rua me sentia desconfortável e amedrontada, mas ela nunca me irritaram até a segunda feira de carnaval. Estávamos numa cidade do interior de Sergipe, meu namorado havia bebido muito e tinha vomitado e passado mal. Ficamos na casa de um amigo até que ele melhorasse para que fôssemos a casa da tia dele. Era por volta de 19:30 quando saímos. Era um percurso pequeno, menos de 7min de caminhada entre as ruas lotadas. Eis que vejo ao longe um rapaz entregando camisinhas ele veio se aproximando com aquela cara bem nojenta e entregou três camisinhas. Automaticamente eu e meu namorado afastamos as camisinhas devolvendo-as ao rapaz que gritou: “LINDA , VOCE PREFERE NO CRU, NÉ?” Todas as pessoas envolta olharam pra mim, nao me contive dei dedo a ele. Nao havíamos recusado porque fazíamos “no cru” mas pelo simples fato de nao fazermos sexo ainda. Me deu tanta raiva na hora, meu namorado nao disse nada pois ainda estava meio sonolento. Eu queria voltar e arrancar todos os dentes daquela boca. Me senti totalmente vulnerável e exposta aos olhares de reprovação das pessoas envolta que nem ao menos sabiam o real motivo da recusa.