“Meu, vai se foder! Deixa de ser inconveniente!” – 591

591 – Final da Marcha das Vadias de São Paulo, galera se dispersando, estamos indo pro bar eu e mais 3 amigas, passa um cara de bicicleta: “Delícia”. Nossa, mas xingamos com muito gosto…  Mais tarde, estou na escada, minha amiga havia ido no banheiro e as outras duas ido embora. Pego uma garrafa d’agua e bebo. “Tá com sede, hein?”, falou um cara atrás de mim daquele jeito nojento. Olhei pra ele com cara de nojo e continuei bebendo minha água. “Tá com sede, hein?”, ele repetiu. Então eu disse: “Tô mesmo, e daí? Que que cê tem com isso?”. Ele ri e começa a zoar dizendo que eu sou nervosinha e tralalá. “Meu, vai se foder, cê não sabe ficar na sua sem encher o saco dos outros? Deixa de ser inconveniente!”. Aí ele começou a reclamar de como tava fazendo um elogio e sendo legal e eu continuei mandando ele ir se foder. Um amigo dele chegou e respondeu: “pega aqui, ó” e agarrou o próprio saco. Eu disse: “pega você na minha, que é maior, bacaca” e fui pro bar. Ainda voltei, e eles continuavam lá, mas a rua não é deles. Não falaram mais comigo.