“Minha madeira é grande, quer ver?” – 1043

1043 – Eu não sou do tipo “gostosa” e nem aparento ter mais idade do que tenho, mas sempre chamei atenção sem nem saber o porquê. Escuto muitas “cantadas”, às vezes evito de sair para não passar por esse tipo de constrangimento. Saí com uma amiga essa semana e no mesmo dia eu ouvi “Ai, que delicia!” com aquele olhar nojento e escroto; “Minha madeira é grande, quer ver?”; “Gostosa”. E vários olhares, “psiu” e buzinas. Já pensei em parar de usar vestido, shorts e blusas com qualquer decote para não escutar esse tipo de coisas porque eu só queria andar em paz na rua e quase nunca tenho.
Quando eu tinha 15 anos, tava na praia com a minha prima que fica aqui perto.  Havia um homem sentado atrás da gente que ficava olhando muito para mim e eu ficava muito sem graça e preferia não olhar. Só que ele não parava de olhar e quando eu ia ao mar, ele ia também e eu acabava saindo para evitar qualquer coisa. Depois de um tempo “fugindo dele”, minha prima percebeu que ele tava tirando fotos minhas, quando olhei vi a câmera virada para mim.. Na hora ele tentou disfarçar, fingir que tava tirando foto do mar mas “nós” sabíamos que as fotos eram minhas, do meu corpo. Fiquei sem reação, não sabia o que fazer ou falar, eu simplesmente virei e fingi que não tava acontecendo nada. Após um tempo, minha amiga o viu pegando no “pênis”, esfregando e olhando para a gente. Foi horrível. Não aguentei mais a situação e fui para casa.