mostrei o dedo e o BABACA gritou ”enfia na sua boceta” – 669

669 – “Bom, vou contar duas coisas que aconteceram comigo em um curto espaço de tempo. No sábado à noite, eu estava no ponto de ônibus com meu namorado, mas nós não estávamos abraçados nem nada. Aí, um carro subiu a rua onde a gente tava e falou ”que batom bonito, hein?” com aquela cara nojenta e eu mandei ele ir se foder, aí ele saiu gritando alguma coisa que pensamos ter sido pro meu namorado. Minutos depois, agora eu e meu namorado estávamos ABRAÇADOS, o mesmo babaca passou do meu lado, botou a cabeça pra fora e gritou “gostosa!”. Eu juro que na hora eu nem sabia mais o que pensar, era muito ódio. É muita falta de respeito, é gente baixa.  Aí, domingo à tarde, eu estava no portão de casa com uma amiga quando passou um carro e um bombadinho (sem camisa, claro, né?) se botou pra fora do carro e mexeu comigo. Eu mandei o dedo do meio pra ele, e o BABACA gritou ”enfia na sua boceta”, e eu gritei mais ainda ”enfia você no seu cu, otário.” Ai, sério. Não queria encher esse post de palavrões. Mas precisava expor exatamente o que ele disse. Eu me senti tão mal… mas tão mal.. Porque é incrível como um ser humano baixo desses pode deixar a gente mal. É aquela coisa: eles não estão errados em falar merda pra gente, mas, se a gente rejeita, nós sim somos as “vadias” e tudo mais.  Eu fiquei com vontade de voar nele, bater, chutar a cara dele. Juro. Eu fico com muito ódio. Às vezes eu fico chateada e até sem vontade de sair de casa. É tanta coisa que eu nem vou conseguir por em palavras aqui. Mas talvez uma palavra me defina agora: frustração.”