“mulher direita não anda em esquina essa hora da noite” – 1309

[TRIGGER WARNING – Relato de estupro]

1309 – Conheci hoje essa pagina, e desde então não consegui sair. Estou me identificando muito com vários depoimentos. É triste saber que tantas mulheres sofrem abusos diariamente. Eu recebo cantadas todos os dias. Motorista, cobrador, caixa do restaurante, ou qualquer outro babaca na rua. Eu sempre me senti muito mal com isso. Nunca gostei de ser chamada de “gostosa”,”delicia”, ou de ser convidada pra “chupar o pau” de um estranho, mas a pior coisa que me aconteceu foi a 2 meses atrás. Eu trabalho em um shopping. No ultimo fechamento sai do trabalho 00:30. Moro a 2 quadras do shopping, e fui a pé, como de costume. Na esquina da quadra de cima da minha casa tem um bar. Sempre que passo na frente do bar sou assediada, mas prefiro passar por lá do que por trás, e correr o risco de ser estuprada. Eu achava que não corria esse risco passando por esse bar. Nessa noite 4 caras que estavam saindo do bar entraram em um golf prata e me seguiram até a quadra de baixo falando coisas pornográficas. E estava com medo, com raiva, e contando os passos pra chegar em casa. Infelizmente o caminho pra casa nunca foi tão longo. 3 dos homens desceram e me colocaram no carro. Me levaram para um parque que fica na pista norte, bem próximo ao shopping, que fica na pista sul. Eu fui abusada sexualmente. Eu não consegui fazer nada. Eu fui usada como um objeto público e não pude fazer nada. Enquanto chorava escutei “você não ta gostando putinha? Achei que putinhas iguais a você gostasse disso”. Enquanto um disse que eu não era puta pois era apertadinha, o outro disse que “mulher direita não anda em esquina essa hora da noite. É puta sim.”. Eu nunca contei isso pra ninguém. Achei aqui esse espaço pra desabafar. Não tenho coragem de denunciar. Não sei. Acho me sinto culpada. Essa frase nunca sai da minha cabeça. Agora só saio de casa de blusão e calça de moletom. As cantadas diminuíram e espero nunca mais passar pelo que passei. Enquanto o mundo não muda, eu mudo meu jeito de me vestir.