“Nossa, veio de menina hoje!”-“Hoje eu esqueci o pau em casa” – 2003

2003 – Eu adoro vestidos. Quase não uso. Não como antes.
O que me ocorreu, tenho certeza que já ocorreu com outras. Faz alguns anos, estação da Luz horário de pico e uma mocinha de saia, não era justa, não era curta, mas era uma saia.
Abuso. Comentei com uma amiga que estava comigo: “passaram a mão em mim, e nem vi quem foi” e ela debochando “mas é claro, você está de saia” e logo, a errada era eu. Passei a evitar esse tipo de roupa.
Não é justo, mas eu precisava “estar mais segura.”  Não é justo, eu gosto de usar as roupas que eu quiser, mas era como se não tivesse opção. Talvez essa atitude não tenha sido eficaz. Voltou a acontecer, e dessa vez,fiz “barraco” e escutei comentários do tipo: “é normal acontece, você é bonita.” Novamente a culpa era minha.  Ele desceu correndo na próxima parada.
Eu não entendo. De novo. Sério? É. Mas dessa vez o ódio foi tanto, tanto que eu comecei a agredí-lo.  As pessoas ficaram sem reação, não sabiam o que fazer ou não entendiam como uma garota do meu tamanho conseguia fazer um homem sangrar. Era ódio e nojo. Alguns ficaram indignados mas, e eu? Eu não estava sendo agredida? Estava, e muito.
Novamente, ele fugiu.
Depois de muito tempo, consegui sair pra trabalhar de vestido. Pode parecer algo bobo, e até é, mas me sinto feliz, simplesmente por conseguir usar um vestido, ir ao trabalho com ele, sem que nada me ocorra no caminho.
Chegando aqui o que ouço “nossa, veio de menina hoje”  pensei o que eu devo ser nos outros dias então..
Apenas respondi: “hoje eu esqueci o pau em casa.”

Pois é, essa sociedade tem sérios problemas.