“ô bonequinha, quer que eu te leve pra casa no colo, quer?”- 799

799 – “Outro dia, eu torci meu joelho (treinando uma luta que eu pratico) e tive que colocar uma tala na perna, por causa dela, eu andava mancando e precisava fazer bastante esforço, também demorava mais pra me arrumar de manhã, por isso estava atrasada pra ir para a aula, e pra piorar, o no caminho do meu pré-vestibular existem dois prédios em obra, como já estava atrasada e não dava pra passar pelo outro caminho (que é maior) passei pela rua das obras mesmo, mas do outro lado, porque já tive experiências anteriores desagradáveis, nesse dia, a rua tava deserta, porque as aulas já tinham começado. Quando um dos homens me viu mancando, ele atravessou a rua, parou na minha frente e disse “ô bonequinha, quer que eu te leve pra casa no colo, quer?” e fez a (conhecida) cara nojenta, eu, que não podia correr, saí da calçada e passei pelo meio da rua mesmo(e quase fui atropelada), o mais rápido que dava. Normalmente eu responderia, xingaria, debateria e mandaria o cara a merda. Mas fiquei com medo, o cara era muito maior que eu, e eu nem conseguiria me defender.”