O funcionário da EPTC gritou “noooossa” – 008

08 – “Um dos casos que mais me constrangeu e amedrontou foi quando estava indo para a Hípica, em Porto Alegre, desci da lotação e saí caminhando. Depois de um ou dois minutos, passou um carro da EPTC, com dois fiscais de trânsito dentro. O motorista reduziu bastante a velocidade, passaram logo ao meu lado, buzinaram e um deles gritou “noooossa”. Na hora, demorei a entender que eles realmente estavam falando comigo e inclusive olhei duas vezes para ter certeza se o carro era mesmo das “autoridades municipais de trânsito”. Me senti amedrontada pela cantada por si só e principalmente por virem de pessoas que em tese trabalham pela sociedade.”