o homem chutou água na gente – 813

813 – “Era verão e eu estava na praia com a minha família. Eu e minha irmã saímos para caminhar na beira do mar. Na época eu tinha uns 18 anos e ela, 21. A praia estava cheia!
Caminhávamos normalmente, conversando… quando passamos na frente de um homem saindo do mar junto com 2 meninos, que tinham uns 14 anos… passamos na frente deles e o homem (que não sei se era pai dos garotos) chutou água na gente. Sei lá o motivo, ele nem falou nada que abusasse da nossa moral… mas eu senti um ódio! Éramos apenas 2 meninas andando na praia… de biquini, é óbvio, mas até a pessoa mais machista do mundo acharia isso normal. Afinal, estávamos na praia!!!
Na hora nem parei pra pensar, virei pra ele e gritei “o que é isso? o que você acha que está fazendo?”
Na mesma hora, ele virou e foi embora na outra direção! Fiquei chocada! Fui atrás dele… me senti segura pra fazer isso, pois a praia estava cheia. Continuei gritando e ele não olhou pra trás por momento algum. Quem “assumiu a responsabilidade”, por incrível que pareça, foram os dois meninos. Eles se assustaram com a minha atitude, minha irmã também se assustou, pois sou uma pessoa muito quieta e reservada. Na verdade, até hoje eu me surpreendo com a minha reação!
Só sei que os meninos começaram a pedir desculpas ao mesmo tempo em que iam em direção ao homem covarde!! Perguntei quem era aquele ridículo e eles falavam que não me entendiam… eles falavam espanhol.

Acabei desistindo de correr atrás daquele homem, ele andava muito rápido. Mas não consegui deixar quieto! Se ele queria que eu e minha irmã passássemos vergonha nos rebaixando e chutando água na gente, eu fiz questão de fazer o mesmo com ele. Todo mundo ficou olhando e eu fui embora sem peso nos ombros.”