o menino agarrou o meu braço – 764

764 – “Algumas amigas postaram o link pra essa página em um grupo do qual eu sou parte, de cara achei uma iniciativa muito sensata, não tem nada de elogioso em ser importunada por estranhos na rua. Lendo algumas das histórias, me lembrei de um incidente desse gênero de quando eu tinha uns 12 anos. Algumas amigas minhas tinham me conhecido a ir em um evento de moda, coisa na qual eu não me interessava na época e não me interesso até hoje. No fim elas me convenceram de que seria divertido, de fato, só por estar com elas já valia a pena. No meio daquela multidão nós nos separamos, meio perdidas, eu e mais duas fomos passar por um canto meio escuro. Conforme nós fomos chegando perto eu percebi que um grupo de meninos bêbados, um pouco mais velhos do que nós, estavam ali e que um deles estava me encarando. Eu tentei passar rápido e acabar logo c aquela suspeita, já estava ficando assustada. Mas bem quando eu fui passar o menino agarrou o meu braço. Eu tinha 12, ele devia ter uns 15, eu tentei soltar meu braço jogando meu corpo pra trás, mas ele era bem mais forte do que eu. O garoto continuava tentado me puxar pra perto, minhas amigas tinham sumido, eu não sabia mais o que fazer, então comecei a gritar. Por sorte um segurança estava razoavelmente perto e me ouviu, vindo logo repreender os garotos. Eu saí correndo, tinha muito medo de gente mais velha na época. Eu fico imaginando o que aquele menino ia ter feito comigo, uma garota fraquinha da 6ª série, se aquele segurança não estivesse lá. Mais tarde eu fui olhar na luz e meu pulso tinha ficado roxo. Eu não vejo como isso pode ser um elogio pra alguém.”