Ouvi palavras de apoio e compreensão – 1581

1581 – Um relato positivo!

Eu e alguns colegas de trabalho gostamos de dar uma volta na ora do almoço, andar um pouco e tomar sol, e há umas duas semanas quando estávamos dando nossa volta diária, vesti o casaco que tinha levado por causa do vento frio. Nessa hora, um dos meninos riu e disse “que blusa grande! Mal dá para ver você!” e eu, sem pensar, respondi “né? Eu a adoro! É quente e muito confortável! Usava muito quando trabalhava na (nome da empresa) porque ao sair da estação passava por uma rua bem estreita e estranha e ela é ótima nessas horas! É só fechá-la e pôr a touca que fica muito difícil ver meu rosto, se abaixar a cabeça e estiver de calça, pareço até um homem!”  A resposta dele? “É absurdo que para andar sem medo numa rua vocês precisem passar por isso! Não me conformo!” 

Foi quando percebei que, de tão acostumada eu estava em fazer isso, que nunca tinha parado para pensar o quanto isso era certo ou não. Era como agir num modo automático! Não ouvi deles (meus colegas) o quanto eu era “exagerada”, nem o quanto isso era “paranoico”. Ouvi palavras de apoio e compreensão e foi ótimo perceber que não somos apenas nós, mulheres, que nos incomodamos com isso! Que encontremos cada vez mais esse tipo de pessoa! (homem ou mulher)