“Pode passar sua gostosa!” – 1170

1170 – Ao lado de um ponto de ônibus bem movimentado dei sinal para atravessar na faixa. Um carro parou e ao lado uma moto, eu acenei com a cabeça agradecendo o gesto. Ao passar na frente do motoqueiro, um senhor de mais de 50 anos se referiu a mim dizendo – “Pode passar sua gostosa!” Eu não pensei duas vezes e então lhe respondi dizendo em alta voz  – “Não venha se referir a mim dessa maneira, sem respeito, seu nojento. Vá falar essas palavras para tua mãe, seu filho da $%¨&.” Todos no ponto de ônibus, mais de 100 pessoas, ficaram olhando para situação assustados pela minha reação. Espero que tenha servido de lição para esse alma suja e dê exemplo para tantas mulheres ali presentes que sofrem isso diariamente. Já havia passado por muitas situações parecidas e me mantinha calada pra não me rebaixar, ou por medo de represálias, mas já estava cansada da maneria com que isso fazia eu me sentir mal, sem direito nenhum e da maneira como ficava nervosa. Então resolvi exercer o meu direito de lhe fazer se sentir mal também, afinal, quem fala o que quer ouve o que não quer.