”psiu, psiu!”, ”ei, olha aqui, princesa” – 1120

1120 – Há cerca de três semanas, estava voltando tranquilamente da minha aula de piano quando escutei um ”psiu, psiu!”, ”ei, olha aqui, princesa” e afins oriundos de um caminhão que estava estacionado. Em questão de segundos, uma súbita fúria tomou conta de mim. Olhei para trás e, com toda a coragem e raiva que consegui reunir, mandei o imbecil à merda em alto e bom som no meio da rua. Ele claramente não esperava por esse tipo de reação e se calou na hora, um tanto quanto intimidado. Me senti orgulhosa de mim mesma.