quem me aparece e me agarra por trás e me beija? – 952

952 – Aconteceu o seguinte, sempre fui uma pessoa muito aberta e levo tudo na brincadeira, isso com ambos os sexos, sendo assim por onde passo faço algumas amizades. Mas o que irei relatar foi um caso no qual eu fui uma covarde, por não ter reagido e colocado a boca no trombone. Foi um assédio em meu ambiente de trabalho.

Sempre fui muito amiga desse moço que por sinal é casado, e eu namorava na época (agora sou noiva), trabalhamos muitos feriados e finais de semanas juntos, e amizade foi só crescendo. Porém, ele sempre fazia certas brincadeiras, me falava certas coisas, me elogiava todos os dias. Eu só ria e nem falava nada, levava na esportiva, até que começou a me fazer proposta do tipo: “larga do seu namorado e fica comigo”,  “você é um avião, vem pousar no meu aeroporto” , e ficava me olhando com aquela cara de safado para o meu corpo, e a todo tempo aparecia do nada no meu ambiente de trabalho. Até ai “tudo bem”, eu não me importava tanto!

Até que em um certo churrasco da empresa fui de minissaia e fiquei na roda com ele e mais uns moços conversando, rindo e jogando sinuca. Acabado o churrasco que foi no sábado, foi cada um pra sua casa e de boa. Porém no domingo eu ia trabalhar justamente com esse moço!

Eu estava iniciando meu serviço em uma sala qualquer, de costas, e quem me aparece e me agarra por trás e me beija? Sim, ele mesmo! Eu me debatendo e ele simples falava, “você ta pedindo”,” ta tentando acabar com o meu casamento?” “olha a saia q você vai no churrasco”, “ta louquinha de vontade”, “calma que não vai passar disso, só quero agarrar esse seu corpão”. Chegou uma hora que eu consegui me esquivar e dar um chute no ar, porque ele correu, mas, eu fiquei extremamente desesperada, e o pior é que dependo do serviço dele, ai toda hora que ia atras dele para pegar algo, ele vinha pra cima e eu tinha que ficar correndo me protegendo, evitando. Passado disso nunca mais tentou nada e hoje conversa comigo como se nunca tivesse feito nada, e inves de eu ter contado pra chefe e feito barraco eu liguei para o meu noivo, mas não contei o ocorrido e só fiquei conversando. Me senti uma covarde, um lixo, um pedaço de carne, fiquei em choque, e ainda tenho que escutar”calma, gatinha não vou passar disso”. Essa frase me atormenta até hoje, e graças à página eu tive coragem de pelo menos me abrir com o meu noivo, contar o ocorrido. Ele me deu total apoio, e com esse apoio eu pude contar para uma outra moça e alertar ela, pois as mesmas brincadeiras que ocorriam comigo, estão já constrangido ela, e ela já está cortando.

Posso ter sido uma covarde, porem, não deixarei esse covarde fazer isso com outra garota!

DESABAFO

Obrigada pelo espaço