“quero chupar esses peitões!” – 1979

1979 – Estava saindo do meu trabalho, que fica numa avenida bem movimentada. Eu iria pra faculdade e havia conseguido carona do meu pai, que me esperava no próximo quarteirão. Ao virar a esquina, um velho nojento passou ao meu lado e falou “quero chupar esses peitões!”  Eu estava super estressada, pelo fato de o dia ser muito corrido, e teria prova na faculdade. Quando ouvi essa nojeira, não me controlei, não pensei em nada, simplesmente voltei para ele e gritei, “O que você disse? Tá louco? Você pensa que você tá falando com quem, seu nojento?” E por incrível que pareça, eu estava na frente dele, impedindo-o de andar e encarando muito de perto, e como se fosse iniciar uma briga, onde as pessoas quase se “peitam”. Ele voltou e atravessou a avenida e assim que ele estava LONGE, ele continuou a falar; ameacei atravessar também, e ele apertou o passo, mas rindo mesmo assim. Eu me vi completamente fora do sério, seria capaz de socá-lo se ele tivesse falado algo enquanto eu o encarava. Não me reconheci na hora, eu estava realmente muito nervosa, mas venci! 🙂 Obs: eu não sou forte, nem alta, tenho 20 anos e pareço ter 15, pra vocês verem como esses seres são covardes.