“Se está incomodado, pára você de olhar pras minhas pernas!” – 1938

1938 – Esses dias eu estava sentada numa praça, de vestido e bolsa no colo, quando, do nada, um homem veio até mim e disse: “Minha senhora, com todo respeito, quando sentar de vestido, feche as pernas! Faz assim ó.” E gesticulou simulando um cruzar de pernas” Ao que eu respondi: “Com todo o respeito, eu não sou de fechar as pernas não, eu abro! Se está incomodado, pára você de olhar pras minhas pernas!” Ele ficou chocado e irritado pois não aceitei seu ato de “cavalheirismo” e saiu de cara amarrada…Cara, eu estava em um banco baixo, apenas com os joelhos levemente separados e uma bolsa grande no colo! Alguém só veria algo curvando-se! Muito abuso e machismo dele querer me ensinar a sentar “direito” de vestido!!