sempre ouvia comentários do tipo “feia pra caralho”, “credo”, “camarão” – 1910

1910 – Encontrei poucos relatos como este, mas quero compartilhar: passei a adolescência trancada em casa e só saía quando não tinha opção, pois era certeza que ouviria comentários do tipo “feia pra caralho”, “credo”, “camarão”. Recebi meu diploma de graduação ouvindo um desconhecido gritar “parabéns, menina do avesso!”. Por muitos anos acreditei que eu não MERECIA estar viva por não ser “agradável” aos olhares masculinos, e até hoje sinto os reflexos desse tipo de assédio moral, lutando contra depressão severa.