senti uma mão apertando a minha bunda – 1010

1010 – Tenho 21 anos, e em agosto do ano passado eu estava no metrô, num daqueles horários em que o vagão fica muito cheio. Entrei no vagão na primeira estação, mas este se encheu bem rápido, e conforme as estações passavam só ficava mais cheio. Havia um cara atrás de mim que ficava com a mão perto da minha bunda, e que encostava às vezes. Ainda que me incomodasse, o vagão estava realmente cheio, e achei que se reclamasse ou fizesse algo além de tentar me mover ou olhar pra trás poderia estar exagerando, imaginando coisas.
Quando já estava perto da estação em que tinha que descer (na qual a maioria dos passageiros também desceu), eu, que estava de calça legging, senti uma mão apertando a minha bunda, tipo um beliscão. Foi bem rápido, mas fiquei paralisada, não acreditei que tivesse acontecido. A porta abriu e eu tive que descer, nem consegui olhar para o cara, ver quem era, se desceu na minha estação.
O caminho todo fui pensando nisso, e tentando entender. Às vezes me culpava por estar de calça legging, ou pensava que ele só estava tentando pegar a mochila dele, enfim, arranjava desculpas ridículas para um assediador nojento (coisa que, discutindo com minhas amigas depois, descobri que é comum). Quando cheguei no lugar em que tinha que ir, ainda me sentia bem violada, e não conseguia tirar minha mente daquilo. Hoje, penso que se acontecesse novamente eu daria um tapa da cara dele, ou pelo menos xingaria aquele escroto, mas por enquanto só respondo com uma cara brava de “O que que você tá olhando?!” quando percebo secadas longas.